“Minha bandeira jamais será vermelha”? Mas ela teria mais sentido assim

Como a família real, o gosto pelo velho e a falsa simbologia moldaram as cores nacionais. Bônus: seria o Brasil a mítica ilha celta no Oceano Atlântico?

1 29.897

Se te perguntarem quais são as cores nacionais brasileiras, você certamente teria a resposta na ponta da língua: verde, amarelo e azul. E muito provavelmente, você, assim como eu, aprendeu na escola o que estas cores significam: o verde representa as florestas, a flora brasileira; o amarelo representa o ouro e as riquezas naturais e o azul representa o nosso céu.

Esta bonita simbologia nos cativa e nos faz ter orgulho de nossas cores, que supostamente representam tão bem o nosso país. Baseados nesse apego aos símbolos nacionais, você já deve também ter ouvido daquele amigo mais “patriota”, o poderoso bordão: “minha bandeira jamais será vermelha!” Um grito afirmativo de que as cores nacionais jamais seriam usurpadas de sua importância pela cor “comunista”.

Contudo, será que a cor vermelha seria uma afronta assim tão grave à identidade do nosso país? Vamos descobrir após conhecer um pouco mais sobre a origem da palavra Brasil e de sua bandeira.

Desde bem cedo em nossa vida escolar nos deparamos com essa pergunta: por que o Brasil recebeu este nome? Novamente, tínhamos a resposta fácil: por causa do pau-brasil, uma das primeiras riquezas naturais a serem extraídas pelos portugueses. Tudo bem até aí, mas e o nome do pau-brasil? Qual a origem etimológica da palavra "brasil", afinal? Se pesquisarmos sobre sua origem, chegaremos a duas influências distintas: o Latim e o Celta.

A origem Celta da palavra Brasil

Brasil Celta
Segundo a lenda celta, um dos habitantes de Hy-Brasil seria um mago que vivia sozinho em seu castelo. Arte de Ted Nasmith (Game of Thrones).

A Ilha de Hy-Brasil aparece em mapas cartográficos desde 1325 até meados dos anos 1800s. Na maior parte dos mapas, a Ilha aparece na costa oeste da Irlanda, no Norte Atlântico.

Os contos e lendas sobre Hy-Brasil circularam pela Europa por séculos, tendo a Ilha aparecido em mapas, cartas e documentos de países como Itália e Espanha, sob nomes como Isola di Brasil e Isla de Brasil, chegando a ser documentada inclusive em Atlas e documentos mercantes ainda nos anos 1500s.

As expedições que “afirmavam” ter visitado a Ilha (o mais curioso é que esses caras ou realmente chegaram nesta Terra lendária ou sabiam mentir bem e em conjunto, pois os relatos costumavam confirmar uns aos outros!), relataram-na sendo habitada por gigantes coelhos negros, monges de sabedoria milenar, um mago que vivia sozinho em seu castelo, abundância de ouro e prata e também a presença de outras criaturas lendárias. Hy-Brasil foi até mesmo apelidada de “Atlantis Irlandesa”.

O Brasil lendário dos celtas era uma ilha, que está marcada em laranja num mapa de 1588.

Ao final dos anos 1800s, Hy-Brasil passou a aparecer cada vez menor nos mapas, até se tornar apenas um “pontinho” chamado Rocha de Brasil e por fim, desapareceu por completo das cartas oficiais. Passou para o mundo das lendas definitivamente.

Hy-Brasil significa “descendentes dos reis supremos” em celta. Apesar de sua história parecer um pouco com os primeiros relatos sobre o Brasil no seu descobrimento, não há nenhuma ligação linguística entre o Brasil celta e o Brasil em latim.

Em latim, Brasil significa: vermelho como brasa ou vermelho das brasas.

As cores da nossa bandeira são de origem monárquica

O fato é que mesmo se a nossa bandeira fosse vermelha, ela ainda poderia representar o Brasil e a nós brasileiros. Muito mais do que as cores verde, amarelo e azul, até porque estas cores nunca representaram o que sempre nos foi dito que representavam.

Na verdade, o verde louro representa a cor da família real Portuguesa (Casa de Bragança) e o amarelo-ouro representa a cor da nobreza austríaca (Casa de Habsburgo), que formavam o Brasil Império pelo casamento de Dom Pedro I e Maria Leopoldina.

A origem monárquica da bandeira brasileira.

A bandeira do Brasil Império, criada (e costurada a mão) pelo próprio D. Pedro I, trazia no centro o brasão verde, amarelo e azul, desenhado pelo francês Jean-Baptiste Debret. Nem mesmo o posicionamento e o formato dos elementos da bandeira diziam respeito ao Brasil: o losango amarelo foi referência às bandeiras militares francesas, sutil homenagem de D. Pedro I a Napoleão Bonaparte, a quem ele muito admirava e havia tornado parente distante quando de seu casamento com Leopoldina.

Após a queda do Império, diversas propostas para a nova bandeira da República foram apresentadas, tentando deixar para trás tudo que nos ligasse ainda ao Império e à Portugal. Por fim optou-se em manter o retângulo verde louro e o losango amarelo, trocando o brasão imperial pelo círculo estrelado e incluindo o lema positivistaOrdem e Progresso”. As cores foram mantidas, porém tiveram sua simbologia “romantizada”. Um esforço para dar ares novos ao que era velho e remetia ao nosso passado monárquico.

O maior símbolo da República já começara não representando a identidade brasileira. Apesar do nome Brasil (vermelho por natureza e origem), sua bandeira permaneceu verde e amarela.

Conclusão

A cor vermelha, quando aplicada em bandeiras, está longe de representar apenas o socialismo ou o comunismo. Ela também é a cor adotada por 148 países no mundo para representar valor, honra, batalhas, luta, revolução, flores, Sol, terra/solo e dezenas de outros significados. Fosse exclusividade comunista, o vermelho não apareceria nas bandeiras de países como a Alemanha, os EUA, o Reino Unido.

Portanto, apesar do medo irracional que a cor vermelha desperta em muita gente, fosse nossa bandeira brasileira vermelha como sangue, ainda assim, poderia ser uma melhor representação do nosso povo, origem, história, cultura e identidade. Melhor mesmo do que o trio “canarinho”, além de definitivamente possuir mais sentido.

(Re)conhecer a história da nossa bandeira e das suas cores, sabendo o que elas realmente significam, já é um importante passo para aprender mais sobre a nossa história e abandonar bordões simplistas e preconceituosos no lugar onde eles deveriam ficar, sem jamais terem saído: o passado.

Referências

Dicionário Online de Português (significado da palavra Brasil)
• Flagspot - Perceptions of Colors on Flags (percepção e simbologia de cores em bandeiras)
• Ancient Origins - Hy-Brasil: The Legendary Phantom Island of Ireland (historia da ilha de Hy-Brasil)
• Scielo - O Brasil: um Estado-nação a ser contruído. O papel dos símbolos nacionais, do Império à República
                A representação da realeza no Brasil: uma análise dos retratos de D. João VI e D. Pedro I, de Jean-Baptiste Debret
• Statistics of colour flags (lista de países que possuem vermelho na bandeira)

Print Friendly, PDF & Email

Mais publicações que podem te interessar Mais do autor